Youtube faz mudanças e deixa videos online mais leves e rápidos

Youtube: maior site de compartilhamento de vídeos do mundo promove mudanças e deixa seus vídeos mais leves

Criado em 2005, o Youtube possibilitou que todas as pessoas ao redor do mundo tivessem a chance de assistir e compartilhar vídeos originais de uma forma completamente inédita. Além disso, o site de compartilhamento de vídeos disponibiliza um local para as pessoas se conectarem, se informarem e inspirarem umas às outras por todo o mundo, bem como atua como plataforma de distribuição para criadores de conteúdo original e anunciantes grandes e pequenos.

Importância e alcance do Youtube crescem a cada dia

Youtube

Atualmente, o Youtube conta com mais de um bilhões de usuários. E diariamente, pessoas conferem centenas de milhões de horas de vídeos no site, rendendo bilhões de visualizações. E esse avanço do Youtube continua em plena aceleração, já que o número de horas por mês que as pessoas assistem no Youtube sobre até 50%, sendo que 300 horas de vídeo são enviadas ao YouTube a cada minuto. E o mais surpreendente é que até 60% das views de um canal ocorrem de fora de seu país de origem, de acordo com estatísticas oficiais disponibilizadas pelo próprio Youtube.

É importante lembrar que o site de compartilhamento está presente em 75 países e disponível em mais de 60 idiomas. Outro fato importante é que metade das visualizações ocorrem em dispositivos moveis, como smartphones e tablets. E com tamanho sucesso em todo o planeta, a receita para dispositivos móveis no YouTube é de mais de 100% ano após ano.

Mudanças no site rendem vídeos mais leves

E em função de todo esse fenômeno mundial, o Youtube tenta melhorar as funcionalidades constantemente. Recentemente, o Google anunciou informações sobre o uso do codec de código aberto VP9 em 2014. O dispositivo, que tomou o lugar do H.264, teve a capacidade de diminuir o peso dos vídeos pela metade, aprimorando a qualidade de reprodução em nações com conexões problemáticas  ou em redes saturados, como ocorre no Brasil.

O codec comprime um vídeo na menor quantia de dados possível, mas, não reduz a sua qualidade. De acordo com a companhia, esse dispositivo tem como prioridade recursos que podem resultar em uma imagem bem mais nítida, usando transformações assimétricas para deixar as imagens límpidas.

Situação da banda larga brasileira interfere na qualidade dos vídeos

Youtube

Conforme dados do Google no país, em função da qualidade da banda larga nacional, muitas pessoas necessitam ver os vídeos em resoluções abaixo dos 240 p. E com a chegada desde codec, aproximadamente 40% destes usuários já tem condições de assistir em resoluções maiores ou iguais a 360p, sem que haja acréscimo do uso de dados. Além disso, o Youtube relata que ainda tem possibilidade de transformar o streaming de vídeos 4K em algo possível para uma quantidade superior de seus usuários.

Histórico do dispositivo VP9

Esse dispositivo revolucionário, VP9, está sendo projetado desde 2011 e já se tornou suportável para os navegadores: Opera, Firefox, Chrome e ainda para os dispositivos que rodam com o sistema Android.

Adicionar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *